A importância da logística reversa na indústria química e farmacêutica

logística reversa na indústria química e farmacêutica

Com a valorização das questões ambientais na sociedade atual, o gerenciamento da logística reversa dos resíduos tornou extremamente importante para setores que lidam com produtos com prazo de validade, como a indústria química e farmacêutica.

As práticas ambientais corretas, como o descarte e tratamento adequados dos resíduos, são fundamentais para preservar a saúde da população e do meio ambiente. Além disso, elas são um diferencial competitivo para as empresas, que também devem estar de acordo com a legislação.

Saiba como funciona a logística reversa na indústria

A logística reversa é o processo de planejar, implementar e controlar fluxos reversos de matéria-prima, para a sua recuperação ou disposição apropriada.

Ela objetiva gerenciar todos os pontos logísticos do retorno dos bens ao ciclo produtivo, acrescentando-lhes valor econômico e ambiental. Isso porque os resíduos gerados na área da saúde podem degradar o meio ambiente e oferecer risco à saúde pública e à natureza, devido à presença de agentes patógenos.

No Brasil, a logística reversa na indústria é definida pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Essa diretriz foi criada em 2010, a partir da Lei nº 12.305, para proibir o descarte incorreto de resíduos no meio ambiente. A legislação prevê um conjunto de ações destinadas a viabilizar a coleta e restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial para reaproveitamento em seu ciclo produtivo.

Portanto, produtos como agrotóxicos, pilhas e baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas fluorescentes e eletroeletrônicos precisam ter uma destinação final adequada.

Veja como o RFID ajuda os modelos de gestão logística

Mas como as empresas podem garantir que estão dando o devido tratamento para os seus resíduos? Como monitorar o destino dos produtos e registrar essas informações de modo claro e confiável?
A tecnologia RFID (em inglês, Radio Frequency Identification) trouxe grandes vantagens e facilidades para todo o processo de logística reversa. Esse sistema fornece meios de identificar individualmente cada produto, registrar as suas informações técnicas e fazer o seu rastreamento.

As etiquetas fixadas nos insumos, produtos e embalagens possuem componentes eletrônicos que registram o número de série, o modelo e os dados do fabricante. Por isso, o RFID permite à indústria ter informações de quando o seu produto retorna via consumidor a um ponto de coleta e comprovar que foi destinado adequadamente.

Evite a contaminação com as bacias de contenção

Desenvolvidas para aumentar a segurança na logística de armazenamento e movimentação de embalagens com líquidos perigosos, as bacias de contenção asseguram a redução dos riscos de contaminação ao meio ambiente. Elas permitem a adequação às normas de segurança em setores como metalurgia, alimentos, farmacêutica, implementos agrícolas, entre outros.

As bacias de contenção são dispostas debaixo dos IBC’s, tambores e galões contendo produtos químicos, a fim de evitar vazamentos. Além disso, elas possibilitam que o líquido derramado possa ser reutilizado, reduzindo assim custos com desperdício. Os resíduos retornam para o processo produtivo e podem ser encaminhados para reciclagem livre de contaminações.

Leve, atóxica e imune a agentes químicos, a bacia de contenção oferece resistência à corrosão e à ação do tempo. Além disso, ela possui face reversível, capaz de acomodar tambores de um lado e embalagens de tamanhos diversos no outro. Fácil de desmontar, higienizar, e transportar, esse produto pode ser manipulado com empilhadeiras ou paleteiras.

logística reversa na indústria química e farmacêutica

Veja como transportar cargas perigosas

O transporte de cargas perigosas exige cuidados especiais para garantir a segurança. A lei determina a apropriada identificação, acondicionamento, etiquetagem, empacotamento e documentação desses produtos. Para garantir a sua estanqueidade em relação ao restante do carregamento, eles devem estar segregados em cofres de carga.

Desenvolvidos para segregar materiais incompatíveis e perigosos, os cofres de carga são muito utilizados por transportadoras de medicamentos, materiais químicos e alimentos. Essas caixas trazem fechos para acondicionamento da carga, com a finalidade de segregá-la durante o transporte produtos incompatíveis.

Sem emendas ou soldas, o cofre de carga é atóxico, resistente e imune a agentes químicos e tem proteção antimicrobiana. Com travas de fechamento e dobradiças em inox, ele possibilita o transporte seguro de substâncias diferentes em um mesmo container. Em casos de vazamentos, não ocorre contaminação do ambiente, pois o material perigoso fica totalmente retido no interior do cofre.

Como vimos, a logística reversa na indústria química e farmacêutica é fundamental, pois reduz o impacto ambiental e social causado pelos resíduos, de acordo com as exigências da legislação.

Gostou desse artigo? Quer saber mais sobre a importância da logística reversa na indústria química e farmacêutica? Então fique de olho em nosso blog para mais matérias como essa!

 

O que você achou deste post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
+ 55 (54) 999 597 996
 
+ 55 (54) 991 693 589
 
+ 55 (54) 991 914 126
×