Como ter um armazenamento seguro na indústria de pesca

indústria de pesca

A indústria de pesca tem manifestado a sua preocupação em relação à implantação de uma infraestrutura capaz de garantir uma comercialização segura e competitiva dos seus produtos.

Muitos critérios devem ser observados para o bom funcionamento de um estabelecimento industrial de pescado. Afinal, ele é um dos alimentos mais perecíveis. Por conta disso, necessita de cuidados adequados desde que é capturado fresco até chegar à indústria para a sua industrialização. Além disso, é preciso atender às normas e exigências que regulamentam o setor tanto no âmbito nacional quanto internacional.

Entenda a importância de cuidar bem do armazenamento

O pescado precisa ser submetido ao processo de congelamento para reduzir a temperatura de todo o produto a um grau suficientemente baixo para conservar a sua qualidade. Isso deve ser observado durante as etapas de transporte (externo e interno), armazenamento e distribuição, até o momento da venda dos produtos.

A indústria pesqueira requer sistemas de refrigeração rápidos e eficientes para garantir que os produtos pescados permaneçam frescos e saudáveis. Portanto, é importante buscar soluções em refrigeração capazes de fornecer controle de temperatura preciso e um fluxo de produção consistente.

Diante destes fatores, as fábricas estão buscando mais tecnologias e equipamentos eficientes, que atendam a todas as fases do processamento. Câmaras frigoríficas com sensores de temperatura garantem um sinal de temperatura preciso e confiável. Isso pode ser aplicável para segurança e registro de dados.

Na linha de processamento, equipamentos como descamadora de pescado a jato d’água e mesas de processamento com sistema de controle de produção individual tornam o processo mais eficiente e colaboram para a redução de desperdícios.

Além disso, atualmente é possível realizar o monitoramento dos produtos em tempo real. Isso acontece em todas as etapas do processamento, desde a recepção do pescado até o congelamento.

Saiba como tornar o armazenamento mais seguro

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para a construção de um estabelecimento industrial de pescado, devem ser considerados os seguintes requisitos:

  • – Áreas com pátio e vias de acesso devem ser pavimentadas e urbanizadas, evitando formação de poeira e facilitando  escoamento d’água. Elas devem possuir facilidades de escoamento, assim como meios que permitam a sua limpeza.
  • – As áreas sujas (de recepção) e limpas (de processamento) devem estar separadas fisicamente, de modo a excluir qualquer possibilidade de contaminação dos produtos;
  • – Dispor, preferentemente junto à área de recepção, de fábrica e ou silo de gelo, assim como de câmara de espera;
  • – Dispor de estrados plásticos na câmara de espera, assim como nos locais destinados aos recipientes utilizados no acondicionamento do pescado;
  • – Dispor de câmara de armazenagem com refrigeração a temperaturas de 0ºC a 4ºC, quando elaborados produtos conservados em atmosfera modificada;
  • – Dispor, preferentemente junto à recepção, de local para lavagem de caixas plásticas (bins/tinas) e outros recipientes utilizados no acondicionamento do pescado;

indústria de pesca

  • – Dispor de equipamentos e utensílios constituídos de materiais que não transmitam substâncias tóxicas, odores nem sabores. Além disso, esses recipientes devem ser não absorventes, resistentes à corrosão e capazes de resistir a repetidas operações de limpeza e desinfecção. As suas superfícies deverão ser lisas e isentas de imperfeições;
  • – Os pisos das dependências industriais devem ser altamente resistentes, impermeáveis, antiderrapantes, anticorrosivos, de fácil limpeza e desinfecção;
  • – O setor de recebimento deve ser dotado de recipientes para conservação do pescado vivo e, quando necessário, para a depuração;
  • – Entre outros requisitos.

Tenha mais higiene e segurança com os contentores plásticos

Para assegurar a higiene e segurança dos alimentos, os contentores plásticos são uma ótima solução. Também conhecidos no segmento de pescados como BINS ou TINA, são aptos a cumprir todas as regras do setor. Além de serem duráveis, 100% produzidos em material virgem, recicláveis e atóxicos, eles são leves, fáceis de higienizar, resistentes (parede tripla) e possuem proteção antimicrobiana. Essa proteção evita a proliferação de fungos e bactérias, permitindo o contato direto com alimentos in natura.

Utilizando contentores plásticos, o pescado está protegido contra mudanças de temperatura. Alem disso, podem ser utilizados em ambientes com troca de temperatura entre -35ºC a 60ºC.

Os contentores plásticos Tecnotri são fabricados nas versões de 39 a 600 litros, com capacidades de carga de até 1000kg. São muito versáteis e disponíveis em diversas cores, o que também contribui com a organização e identificação da produção.

Além disso, os contentores plásticos Tecnotri, podem ser personalizados quanto a cor e logomarca (logo ou descrição de setor) facilitando assim separar os materiais que circulam dentro dos setores da produção, ou seja, auxiliando visualmente e principalmente a separar as áreas limpas das áreas sujas.

Conheça também os Cofres de Carga, uma solução alternativa para o armazenamento seguro de pescados.

O que você achou deste post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
+ 55 (54) 999 597 996
 
+ 55 (54) 991 693 589
 
+ 55 (54) 991 914 126
×