Cross-docking: entenda as vantagens na cadeia logística

cross-docking

No ambiente de negócios atual, operações logísticas mais rápidas e com menor custo são fundamentais para se manter competitivo. O cross-docking é um conceito de operação logística que pode atender perfeitamente essas necessidades. Isso porque ele acelera o fluxo de mercadorias, reduz custos por agrupar cargas e pode até dispensar a armazenagem. Devido essa importância, fizemos este artigo para que você conheça mais sobre este processo na cadeia de suprimentos. Vem com a gente:

Uma nova alternativa para empresas

Como sabemos, velocidade e produtividade de uma cadeia de suprimentos se tornaram um importante fator de crescimento para as organizações. Dessa forma, o cross-docking é uma alternativa que pode ser implementada para ajudar as empresas a obterem uma vantagem competitiva no mercado. Quando implementado adequadamente e nas condições corretas, o cross-docking pode proporcionar melhorias significativas na eficiência, no tempo de manuseio das mercadorias e na satisfação dos clientes.

O que é cross-docking?

O cross-docking é um processo logístico em que os produtos de um fornecedor ou fábrica são distribuídos diretamente para um cliente ou cadeia de varejo com tempo de manipulação ou armazenamento mínimo.

O nome cross-docking se refere ao processo de recebimento de produtos por meio de uma doca de entrada. Em seguida, a sua transferência até a doca de transporte de saída, com tempo de armazenamento mínimo ou inexistente.

Para entendermos de forma simples, o processo ocorre assim: os produtos chegam – geralmente transportados por caminhões ou reboques – e são alocados em uma doca de recebimento em um dos lados do terminal.

Uma vez descarregados, os produtos são encaminhados diretamente para os destinos de saída. Mas antes eles podem ser classificados e selecionados para identificar seus destinos finais.

Em seguida, os produtos são movidos para a outra extremidade do terminal por meio de uma empilhadeira, correia transportadora, porta-paletes ou outro meio de transporte até a doca de saída. Após isso, são carregados novamente e partem para seu destino final.

Por que implementar o cross-docking pode ser vantajoso?

Existem inúmeros fatores que precisam ser considerados ao tomar a decisão de implementar cross-docking em uma empresa. Cada organização tem suas prioridades em termos de custos, espaço de depósito, características geográficas e tipos de produtos que trabalha.

Portanto, as vantagens e desvantagens da implementação de cross-docking na cadeia de suprimentos de sua organização precisam ser consideradas e ponderadas para que a decisão seja correta.

Principais razões pelo implemento desse processo:

  • Fornecer um local central para produtos que serão classificados ou produtos similares que serão combinados para serem entregues a vários destinos de forma mais rápida e produtiva.
  • Combinar cargas de produtos menores em um só meio de transporte para economizar custos.
  • Dividir cargas de grandes produtos em cargas menores para transporte, criando um processo de entrega mais fácil para o cliente.

cross-docking

Quando o cross-docking é usado?

O cross docking é vantajoso para a cadeia de distribuição em uma série de produtos específicos. Itens perecíveis ou que necessitam de temperatura controlada como alimentos, por exemplo, que precisam ser transportados o mais rápido possível. Além disso, produtos já embalados, classificados e prontos para serem transportados a um determinado cliente podem se beneficiar deste processo mais rápido e eficiente.

Produtos adequados para o cross-docking:

Existem mercadorias que são mais adequadas para cross-docking do que outras. Em seguida, listamos alguns tipos de produtos que podem ser muito beneficiados por este processo:

  • Itens perecíveis que exigem envio imediato;
  • Itens de alta qualidade que não exigem inspeções de qualidade durante o processo de distribuição;
  • Produtos pré-etiquetados (códigos de barras, RFID) e prontos para venda;
  • Itens promocionais ou lançamentos que exigem agilidade na entrega ao cliente;
  • Produtos de varejo com uma variação de demanda constante ou baixa demanda;
  • Encomendas de clientes pré-selecionadas e pré-embaladas de outra unidade de produção ou armazenagem.

Como já vimos, o conceito de cross-docking pode ser muito vantajoso para empresas de diferentes segmentos que precisam de um processo de agilidade e economia no fluxo de mercadorias na cadeia logística. Agora, cabe ao gestor identificar se a sua organização terá benefícios reais ao adotar este sistema de acordo com o tipo de produto que comercializa. Além disso, precisará identificar também as expectativas e necessidades dos clientes quanto as prazos de entrega.

Agora que você já conhece o cross-docking, conheça alguns produtos que podem facilitar a movimentação de mercadorias na sua empresa.

O que você achou deste post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
+ 55 (54) 999 597 996
 
+ 55 (54) 991 693 589
 
+ 55 (54) 991 914 126
×