Porque não utilizar pallet com poliuretano na indústria

Dentre os modelos de pallets mais utilizados pela indústria, o pallet de plástico poliuretano é um dos mais comuns.

Assim como outros itens com relativa popularidade, isso não quer dizer que o material é o ideal, uma vez que o mercado já apresenta uma série de opções mais adequadas e até economicamente mais viáveis.

Quer saber mais sobre os problemas com o uso pallet de plástico poliuretano e como substituí-lo? Então confira a seguir.

O uso de pallets no transporte de cargas

A utilização de pallets, seja de madeira, plástico ou outros materiais, é bastante frequente no transporte de cargas.

Eles podem ser descartáveis, caso o custo de compra seja bem menor que o da mercadoria, ou de movimentação, quando utilizados para o estoque e locomoção, nos casos de empresas que organizam o transporte de suas cargas e conseguem receber os pallets de volta para futuros carregamentos.

Além da facilidade e rapidez no processo de montagem e desmontagem, os pallets são resistentes e duráveis. Em relação à organização dos produtos, o uso de pallets garante mais praticidade e ajuda a poupar espaço.

A operação, por meio de empilhadeiras auxilia a execução do trabalho e reduz a necessidade de mão-de-obra, economizando tempo na etapa de carregamento e descarregamento das mercadorias.

Assim, é possível racionalizar os espaços de estocagem, diminuir os danos em produtos, fazer uma melhor utilização dos espaços verticais e reduzir os custos por hora.

Quando comparados aos pallets de madeira, podemos perceber que os feitos de plástico são bem mais resistentes e duráveis.

Os malefícios do pallet de plástico poliuretano

O poliuretano é, basicamente, um polímero derivado do petróleo, uma fonte não renovável. Por formar um material sólido, que se assemelha a uma espuma, é usado em muitos produtos presentes em nosso dia a dia.

Tendo em vista que existem isocianatos em sua composição, que é uma substância volátil em temperatura ambiente, o produto pode trazer riscos à saúde das pessoas que entram em contato com ele.

Os trabalhadores das fábricas são os mais afetados, pois lidam diretamente com o material.

Hoje em dia já existem biopolímeros, mas os mesmos podem ser até três vezes mais caros do que os derivados de petróleo.

Não renováveis, esses produtos não possuem destino certo e preocupam os empreendedores. Como são plásticos termorrígidos, os fragmentos restantes não podem ser derretidos e então fundidos novamente para que sejam reaproveitados.

A reciclagem mecânica é uma das opções em que os resíduos industriais de poliuretano são incorporados, em diferentes proporções, a resinas do mesmo material. Quando rígido, pode ser moído e misturado com cimento.

Os processos são difíceis, o que faz com que muitas organizações optem por não reciclar o produto, provocando, consequentemente, danos para o meio ambiente.

Para fazer o descarte correto, o ideal é entrar em contato com um posto de reciclagem.

As vantagens de utilizar pallets de plástico rotomoldado

Ao contrário dos pallets de plástico poliuretano, os pallets de plástico rotomoldado têm características específicas.

A rotomoldagem é um processo versátil, em que é possível produzir novos materiais por meio da transformação de termoplásticos.

Por esse processo, o pallet pode ser desenvolvido especificamente para determinadas operações com alta criticidade, apresentando dimensões personalizadas, desenhos ergonômicos, além de capacidades de carga e segurança ideais para os fluxos logísticos.

Além de receberem proteção contra radiação ultravioleta e aditivos antimicrobianos, os pallets rotomoldados atendem às normas de Boas Práticas de Fabricação da ANVISA e garantem um ambiente de armazenamento seguro e livre da contaminação de fungos ou bactérias.

Monoblocos e extremamente leves, as peças são de fácil higienização e imunes a agentes químicos, dispensando inclusive manutenção.

A resistência é aliada à flexibilidade adequada do plástico rotomoldado, de forma que as operações são realizadas com mais segurança, sem o risco de quebras ou avarias.

O produto tem como diferencial sua durabilidade e a capacidade de armazenar conteúdos variados, tanto em ambientes internos quanto externos.

Esse tipo de pallet também é capaz de resistir a variações extremas de temperatura (de -35 a 60 graus Celsius), sem sofrer alterações em seu volume, peso, cor ou capacidade de carga.

Enquadrado na norma ISO 14000, ele oferece proteção antimicrobiana e pode ser considerado atóxico.

Não é surpresa que os pallets de plástico rotomoldados sejam considerados uma alternativa cada vez mais atrativa em relação ao pallet produzido com poliuretano.

O que você achou deste post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
+ 55 (54) 999 597 996
 
+ 55 (54) 991 693 589
 
+ 55 (54) 991 914 126
×