Riscos de utilizar Pallets de madeira na logística alimentícia

A indústria alimentícia requer cuidados rigorosos na produção, transporte e armazenamento de seus produtos. Afinal, o setor exige ambientes limpos e higienizados, capazes de garantir a segurança alimentar e evitar contaminações. 

Um aspecto muito importante a ser observado é o modo como os alimentos são transportados e armazenados. Por sua porosidade, os pallets de madeira não são os mais indicados para a logística alimentícia, uma vez que dificultam a higiene e sanitização. 

Mas você sabe por que o pallet de madeira oferece maiores riscos de contaminação? O que a legislação determina sobre esse assunto? Veja, a seguir, quais são os principais problemas decorrentes do uso de pallets de madeira e saiba como evitá-los.

Entenda os riscos trazidos pelo uso dos pallets de madeira

De acordo com Anvisa, a produção de alimentos exige um alto nível de limpeza e sanitização nas instalações e cuidados com os materiais e equipamentos e utilizados. O uso do pallet de madeira traz muitos riscos para a segurança alimentar, pois esse material dificulta a limpeza e higienização e está sujeito à contaminação por fungos e bactérias.

Por ser um material poroso, que armazena água, resíduos de alimentos e microorganismos em seu interior, a madeira apresenta maior risco de contaminação. O próprio Ministério da Saúde determina que o uso de pallets de madeira seja evitado, pois a limpeza e sanitização da madeira são praticamente impossíveis após o contato com a água.

Além disso, a madeira traz muitos outros inconvenientes:

  • Essa matéria-prima não deve entrar em contato com agentes sanitizantes, pois pode haver contaminação química e o material pode acabar esfarelando
  • O pallet de madeira pode apresentar farpas e pregos, que acumulam sujeiras e são perigosas ao manuseio
  • Esse produto está sujeito a mudanças diante da exposição a condições climáticas, podendo aumentar o seu peso em até 30% quando expostos à chuva. Essa variação aumenta o valor de frete das cargas e dificulta o controle logístico
  • Devido à sua baixa durabilidade e resistência, ele apresenta curta vida útil, de no máximo três anos. Além disso, requer manutenção constante

Veja o que dizem as agências reguladoras

Para obter melhores resultados, os fabricantes devem adotar procedimentos de Boas Práticas de Fabricação, que contribuem para reduzir falhas e prejuízos na cadeia produtiva. Além disso, os alimentos devem ser transportados de modo apropriado e armazenados em locais limpos, secos e organizados, protegidos contra contaminações.

A própria Anvisa recomenda o uso de “prateleiras, estrados e pallets constituídos de material resistente, impermeável e liso, de forma a facilitar a limpeza, para armazenagem dos alimentos, embalagens e recipientes”, o que é estabelecido na Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº 72 de 29/12/2009.

Também o ISO 22.000 proíbe o uso de pallets de madeira na produção de alimentos, devido aos riscos de contaminação da matéria-prima por materiais estranhos e perigosos. De acordo com essas normas, o armazenamento de matérias-primas e alimentos deve ser realizado em local adequado e organizado, sobre pallets plásticos, bem conservados e limpos. 

Conheça os benefícios dos pallets plásticos para a higiene e limpeza

Os pallets plásticos rotomoldados trazem muitas vantagens em relação aos pallets de madeira e outros materiais. Características como durabilidade, segurança, higienização, resistência e sustentabilidade tornam esses produtos os mais indicados para a indústria de alimentos. Práticos e versáteis, esses produtos são fáceis de limpar e higienizar e possuem longa vida útil.

Diferentemente dos pallets de madeira, que armazenam fungos, bactérias e outros agentes contaminantes, o pallet de plástico não é poroso e nem absorve a umidade, o que contribui para evitar contaminações. Por sua higiene e segurança, eles possibilitam que alimentos in natura e outros produtos sejam depositados diretamente sobre a sua superfície.

A sua superfície lisa e impermeável permite a aplicação de agentes de limpeza e desinfetantes. Desse modo, evita-se a proliferação de microrganismos e bactérias, que podem comprometer a qualidade dos alimentos.

Esses produtos também são atóxicos, resistentes a produtos químicos e não absorvem umidade, o que evita a contaminação dos produtos.

Outra vantagem é que as suas peças têm estrutura monobloco, sem emendas, pregos ou soldas. Portanto, o seu acabamento é uniforme, com cantos arredondados, sem arestas ou pontos de contaminação. Tudo isso contribui para evitar acidentes e traz maior segurança para as operações.

Principais vantagens dos pallets Super Roto:

  • Livres de fungos e bactérias
  • Resistentes a temperaturas de -35ºC a 60ºC
  • Versatilidade de uso e aplicação
  • Fáceis de higienizar
  • 100% recicláveis
  • 10 anos de garantia
  • Produzidos em conformidade com as Boas Práticas de Fabricação (BPF) e a certificação ISO 22.000

Você gostou desse artigo? Quer saber mais sobre como é possível aumentar a segurança e a eficiência nos processos da indústria alimentícia? Clique aqui.

O que você achou deste post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
+ 55 (54) 999 597 996
 
+ 55 (54) 991 693 589
 
+ 55 (54) 991 914 126
×
Logo_Tecnotri-Branco

Olá

Por favor, escolha o setor para conversar e teremos todo o prazer em ajudá-lo!

tecnotri-whatsaap

Fale Com Um Consultor​

Tire Suas Dúvidas Aqui.

tecnotri-whatsaap

Solicite Um Orçamento

Faça Seu Orçamento Aqui.