Assentos ergonômicos para frigoríficos

Assentos ergonômicos para frigoríficos

Os cuidados com fatores ergonômicos vêm tornando os ambientes de trabalho cada vez mais eficientes, seguros e saudáveis. Atualmente, uma série de normas técnicas e de segurança garantem a observação dos parâmetros necessários nas mais variadas atividades produtivas.

De acordo com as normas regulamentadoras NR36 e NR17 do Ministério do Trabalho, que tratam sobre questões de ergonomia e saúde ocupacional, pelo menos 50% dos colaboradores precisam ter assentos ergonômicos para descansar em suas pausas durante o expediente.

Para reduzir os índices de doenças ocupacionais e assegurar maior qualidade, segurança e higiene aos seus produtos, empresas do setor alimentício, como a BRF – Aves, um dos maiores frigoríficos de processamento de proteína animal do mundo, utilizam os pallets ergonômicos rotomoldados nos seus processos de produção e transporte de alimentos.

Saiba por que usar os assentos ergonômicos

Em indústrias frigoríficas, onde é necessário o processamento e a manutenção de produtos sob baixas temperaturas, fatores como o frio, o uso de equipamentos inadequados e posturas incorretas podem levar ao surgimento de doenças posturais nos membros superiores, cabeça e tronco dos trabalhadores.

Uma vez que o trabalhador dos frigoríficos realiza movimentos repetitivos durante muito tempo, permanecendo em posições estáticas em condições ambientais desfavoráveis, ele está sujeito a fadiga física e mental, distúrbios osteomusculares e acidentes de trabalho.

Assentos ergonômicos para frigoríficos

Segundo as normas do Ministério do Trabalho, as empresas devem manter ambientes confortáveis para descanso e recuperação dos trabalhadores durante as pausas no trabalho, disponibilizando assentos adequados, água potável, instalações sanitárias e lixeiras com tampa.

Além disso, em atividades que envolvem trabalho braçal e movimentos repetitivos, a má postura dos colaboradores pode acarretar lesões em músculos, nervos e tendões, tais como a LER (lesão por esforço repetitivo).

Para evitar esse tipo de problema, os frigoríficos precisam investir em equipamentos que possibilitem uma estrutura adequada e adotar medidas para que os seus colaboradores possam trabalhar e descansar corretamente, de modo a preservar a sua saúde e ter um melhor desempenho.

Veja como a BRF Marau tem aplicado o uso dos assentos ergonômicos

Situada em Marau (RS), a BRF Aves abate em torno de 210 mil frangos e produz uma média de 420 toneladas de embutidos por dia. A empresa conta com cerca de 2.100 funcionários e funciona 24 horas por dia, dividindo a rotina de trabalho em três turnos.

A produção é dividida em dois segmentos: a) Abatedouro: abate, evisceração, separação de cortes e túneis de congelamento; e b) Embutidos: recepção de matéria-prima nas câmaras frias, preparação das massas, embalagens e expedição em câmaras frias.

Com base na norma NR 36, que regulamenta a ergonomia dentro do ambiente de frigoríficos, a empresa tem que ter bancos para no mínimo 50% do total de funcionários, em diversas áreas espalhadas pelo frigorífico, para garantir que as áreas de descanso tenham bancos para que os colaboradores possam fazer a parada obrigatória com segurança e conforto.

Assentos ergonômicos para frigoríficos

Nas áreas do processo de produção em que o trabalho é mais cansativo, pois exigem movimentos repetitivos, as paradas para descanso são realizadas em maior número que em outras áreas, como os pátios.

Antes de a BRF Aves passar a utilizar os assentos ergonômicos rotomoldados Tecnotri, a empresa enfrentava problemas com a quebra constante dos bancos individuais e injetados que possuía. Esses bancos eram frágeis e se quebravam quando as pessoas se sentavam para descansar, causando ferimentos e acidentes nos colaboradores e gerando custos recorrentes para a empresa.

Para atender às necessidades da BRF Aves e as exigências da NR 36, o setor comercial e de engenharia da Tecnotri desenvolveu a parte superior do assento com capacidade para até quatro pessoas, uma vez que a empresa já tinha a parte inferior dos bancos. Para desenvolver o produto, foi preciso ajustar e personalizar os bancos conforme as medidas da estrutura já existente.

Com a adoção dos assentos rotomoldados Tecnotri, que apresentam grande resistência e robustez, acabaram-se os problemas com quebras e acidentes na empresa, proporcionando assim mais saúde e conforto para mais de 2000 colaboradores da empresa.

Veja as vantagens do assento ergonômico para frigoríficos Tecnotri

Por ser rotomoldado e leve, o assento ergonômico para frigoríficos Tecnotri traz como diferenciais a facilidade de higienização, conforto térmico e facilidade de movimentação. Ele tem capacidade para acomodar até quatro pessoas sentadas.

O material plástico é ideal para substituir a madeira em setores onde o cuidado com a higiene é fundamental, como a indústria de alimentos. Além disso, trata-se de um produto monobloco, de fácil higienização, e que atende às exigências sanitárias e às Boas Práticas de Fabricação (BPF).

Saiba mais sobre o pallet plástico ergonômico rotomoldado

O transporte e a manipulação de carga podem causar nos trabalhadores diversos problemas de saúde, como a LER (Lesão por Esforço Repetitivo). Por isso, a aplicação da ergonomia no setor de frigoríficos é fundamental para assegurar tanto a qualidade dos alimentos produzidos quanto condições de trabalho saudáveis para os trabalhadores.

O pallet plástico foi desenvolvido para ser utilizado em ambientes que precisam de cuidados especiais com a higiene, como frigoríficos e indústrias alimentícias. Os pallets e contentores ergonômicos têm dimensões, funções, cores e texturas que proporcionam conforto, praticidade e segurança aos profissionais.

Por possibilitar que o trabalhador desempenhe as suas tarefas de modo saudável e eficiente durante a jornada de trabalho, levantando ou puxando produtos em posturas ergonômicas, ele atende tanto às normas NR36 e NR17 e também às Boas Práticas de Fabricação (BPF) da Anvisa.

O pallet rotomoldado permite assim que os frigoríficos reduzam significativamente os índices de absenteísmo e doenças ocupacionais causados pelo fator ergonômico. Ele também favorece o aumento de produtividade, pois contribui para evitar o desgaste físico do colaborador durante as suas atividades e reduzir custos com o turnover (rotatividade de pessoa em uma organização).

Além de modernizar os equipamentos, é importante também que as empresas conscientizem os funcionários sobre a importância da ergonomia para tornar o ambiente de trabalho mais seguro e saudável.

Como vimos, utilizando os assentos plásticos ergonômicos, você será capaz de assegurar condições de trabalho saudáveis para os trabalhadores, reduzindo consideravelmente os índices de absenteísmo e doenças ocupacionais causados por questões de ergonomia.

Quer saber mais sobre como aplicar os cuidados com a ergonomia no trabalho? Assista ao Webinar Ergonomia na indústria, com a participação de especialistas na área:

Assistir Webinar

 

O que você achou deste post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
+ 55 (54) 999 597 996
 
+ 55 (54) 991 693 589
 
+ 55 (54) 991 914 126
×